Hoje é dia de agradecer a Deus por mais um ano de vida! 3.2 rssniver 3

Sim, hoje completo mais uma primavera! (aliás,mais um carnaval também. rs) e eu não ia fazer post pra dizer que estou fazendo aniversário, mas resolvi fazer. Não por isso apenas, mas principalmente pra agradecer… meu Deus, eu só tenho a agradecer!

Agradecer por vocês estarem todo dia aqui comigo, mesmo você que só vem de vez em quando, eu agradeço a Deus por ter vocês em minha vida! E digo de todo coração, minha vida mudou com a presença de vocês! O que eu seria sem esse nosso cantinho? Ele me faz tão feliz!

Foram muitas lutas neste último ano, mas Deus tem me consolado dia após dia. Muitas lutas mas também muitas vitórias!

Agradeço a minha família por todos os momentos que passamos juntos!
Mãe, eu te amo!
Filhos, amo vocês!
Cunhados, eu amo vocês também! (mas só um pouquinho, ta? ahahaha)
Família, amigos eu amo todos vocês!

Resumindo, tudo eu agradeço a Deus! Senhor, eu te agradeço de todo meu ser, antes de agradecer a cada um eu agradeço a Ti por ter me permitido viver esses momentos! Sem Ti nada do que é seria, e nada que foi feito seria possível!

Quem somos nós para que nos ame tanto assim?

Por isso, hj eu só quero agradecer a Deus por tudo!
Principalmente por mais um ano de vida, com saúde!
Por nunca desistir de mim! Por me conceder uma família linda! Pelas dádivas que só eu sei! Pela missão que concedeu a mim, por saber que sou capaz! Por acreditar em mim, quando nem mesmo eu acredito. Pelos amigos sinceros! Por ter uma casa, um lar, alimento, cama quentinha e sobre tudo por estar respirando! obrigada pai celeste! A você, toda honra e toda glória !! Amém.

Deixo pra vocês a canção “Te agradeço” que resume neste momento tudo que estou sentindo 🙂 Amo vocês!

Anúncios

Vídeo  —  Publicado: 14 de fevereiro de 2013 em Agradecimento, Músicas que tocam

Perguntas

Publicado: 6 de fevereiro de 2013 em Reflexões

“Quantas vezes você andava na rua e sentiu um perfume e lembrou de alguém que gosta muito?
Quantas vezes você olhou para uma paisagem em uma foto, e não se imaginou lá com alguém…
Quantas vezes você estava do lado de alguém, e sua cabeça não estava ali?
Alguma vez você já se arrependeu de algo que falou dois segundos depois de ter falado?
Você deve ter visto que aquele filme, que vocês dois viram juntos no cinema, vai passar na TV…
E você gelou porque o bom daquele momento já passou…
E aquela música que você não gosta de ouvir porque lembra algo ou alguém que você quer esquecer mas não consegue?
Não teve aquele dia em que tudo deu errado, mas que no finzinho aconteceu algo maravilhoso?
E aquele dia em que tudo deu certo, exceto pelo final que estragou tudo?
Você já chorou por que lembrou de alguém que amava e não pôde dizer isso para essa pessoa?
Você já reencontrou um grande amor do passado e viu que ele mudou?
Para essas perguntas existem muitas respostas…
Mas o importante sobre elas não é a resposta em si…
Mas sim o sentimento…
Todos nós amamos, erramos ou julgamos mal…
Todos nós já fizemos uma coisa quando o coração mandava fazer outra…
Então, qual a moral disso tudo?
Nem tudo sai como planejamos portanto, uma coisa é certa…
Não continue pensando em suas fraquezas e erros, faça tudo que puder para ser feliz hoje!
Não deite com mágoas no coração.
Não durma sem ao menos fazer uma pessoa feliz!
E comece com você mesmo!!!”

-VP

Onde nada é proibido

Publicado: 6 de fevereiro de 2013 em Citações

“Existe um lugar onde ninguém pode tirar você de mim. Este lugar chama-se pensamento… E nele, você me pertence.”

— Charles Chaplin

-VP

http://youtu.be/OR1_dmqAoGY

Se Eu Pudesse Estar Onde Você Está

Onde você esta nesse momento?
Somente nos meus sonhos
Você esta perdido, mas esta sempre
em cada batida do meu coração
(…)
Existe uma maneira que eu possa encontrá-lo?
Existe um sinal que eu deveria saber?
Existe uma rua que eu possa seguir
para trazer você de volta para casa?

Inverno está diante de mim
Agora você está tão longe
Na escuridão dos meus sonhos
Sua luz permanecerá
(…)

-VP

Vídeo  —  Publicado: 6 de fevereiro de 2013 em Canção, Cartas, Dedicatória, Músicas que tocam, Poemas, Reflexões, Sentimentos, Você

Nas mãos de Deus

Publicado: 5 de fevereiro de 2013 em Reflexões

313727_140530379440011_1790311852_n

“Eu quero, sim, que as coisas aconteçam SE TIVEREM QUE ACONTECER. Eu só não quero exigir da vida. Quero deixar acontecer, ir sendo, para ver aonde vai dar. Quero deixar o destino ir seguindo as suas linhas, tortas ou não, deixar que os caminhos sejam. Que as vontades cresçam no coração. E ir levando, todos os sins e nãos que eu tiver de ouvir e ver. Peço, apenas, que Deus guie meus passos, que fortaleça os laços. E que seja, TUDO O QUE TIVER QUE SER.”
Hoje se inicia oficialmente um novo ciclo na minha vida.  Sigo confiante de que tudo dará certo! Que Deus nos ilumine!

Excelente e abençoada semana a todos nós!!!!

-VP

O tempo nos mostra tudo! ♥

Publicado: 22 de janeiro de 2013 em Conto

‎”Um dia a vida dá uma reviravolta e quando você olha para os lados não enxerga ninguém. E começa a questionar tudo que aprendeu e viveu. Tenta segurar a mão do passado, que sai correndo sem olhar para trás. Procura qualquer sinal, uma luz que diga para onde você deve ir. Sem sucesso, sem uma palavra amiga.
Um dia você entende que o tempo não é inimigo. E que ele é o nosso maior mestre. Que tudo vem na hora que deve vir. Que não adianta espernear nem se esconder da vida. Que a fuga não é a melhor saída. E que no fim das contas a gente sempre acaba agradecendo tudo que passou. Porque o tempo (ah, o tempo!) está sempre ao nosso lado para nos mostrar o que realmente vale a pena.”

601205_492024190838803_232248316_n

Esse meio todo

Publicado: 16 de dezembro de 2012 em Citações, Frases, Reflexões, Sentimentos, Textos

Neste momento pego emprestada as palavras de Martha Medeiros, para vestir minha alma e meu coração. Esse coração que anda tão confuso. Mas na vida, você precisa seguir, não dá para ficar parada, tem que arriscar.

Vida é o que existe entre o nascimento e a morte. O que acontece no meio é o que importa.

No meio, a gente descobre que sexo sem amor também vale a pena, mas é ginástica, não tem transcendência nenhuma. Que tudo o que faz você voltar pra casa de mãos abanando (sem uma emoção, um conhecimento, uma surpresa, uma paz, uma ideia) foi perda de tempo.

Que a primeira metade da vida é muito boa, mas da metade pro fim pode ser ainda melhor, se a gente aprendeu alguma coisa com os tropeços lá do início. Que o pensamento é uma aventura sem igual. Que é preciso abrir a nossa caixa preta de vez em quando, apesar do medo do que vamos encontrar lá dentro. Que maduro é aquele que mata no peito as vertigens e os espantos.

No meio, a gente descobre que sofremos mais com as coisas que imaginamos que estejam acontecendo do que com as que acontecem de fato. Que amar é lapidação, e não destruição. Que certos riscos compensam – o difícil é saber previamente quais. Que subir na vida é algo para se fazer sem pressa. Que é preciso dar uma colher de chá para o acaso. Que tudo que é muito rápido pode ser bem frustrante.

Que Veneza, Mykonos, Bali e Patagônia são lugares excitantes, mas que incrível mesmo é se sentir feliz dentro da própria casa. Que a vontade é quase sempre mais forte que a razão. Quase? Ora, é sempre mais forte.

No meio, a gente descobre que reconhecer um problema é o primeiro passo para resolvê-lo. Que é muito narcisista ficar se consumindo consigo próprio. Que todas as escolhas geram dúvida, todas. Que depois de lutar pelo direito de ser diferente, chega a bendita hora de se permitir a indiferença.

Que adultos se divertem muito mais do que os adolescentes. Que uma perda, qualquer perda, é um aperitivo da morte – mas não é a morte, que essa só acontece no fim, e ainda estamos falando do meio.

No meio, a gente descobre que precisa guardar a senha não apenas do banco e da caixa postal, mas a senha que nos revela a nós mesmos. Que passar pela vida à toa é um desperdício imperdoável. Que as mesmas coisas que nos exibem também nos escondem (escrever, por exemplo). Que tocar na dor do outro exige delicadeza.

Que ser feliz pode ser uma decisão, não apenas uma contingência. Que não é preciso se estressar tanto em busca do orgasmo, há outras coisas que também levam ao clímax: um poema, um gol, um show, um beijo.

No meio, a gente descobre que fazer a coisa certa é sempre um ato revolucionário. Que é mais produtivo agir do que reagir.

Que a pior maneira de avaliar a si mesmo é se comparando com os demais. Que a verdadeira paz é aquela que nasce da verdade. E que harmonizar o que pensamos, sentimos e fazemos é um desafio que leva uma vida toda, esse meio todo.

(Martha Medeiros)